quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Video demonstra violência do incêndio junto às casas no concelho de Abrantes

Está ainda ativo um incêndio de grandes dimensões que deflagrou esta segunda-feira perto das 16h00, em Sentieiras, no concelho de Abrantes.

video

O fogo, em zona florestal, está a lavrar em duas frentes e em direção às freguesias de Fontes e Carvalhal, pondo em perigo habitações.

Segundo a Autoridade Nacional de Proteção Civil, pelas 18h00, o incêndio estava a ser combatido por 288 bombeiros, apoiados por 82 viaturas e cinco meios aéreos. As imagens do incêndio são impressionantes.

SIC

Seis feridos sem gravidade no fogo de Abrantes e Sardoal

Há registo de quatro frentes activas. Mais de 600 operacionais estão a ser apoiados por seis aviões.

Seis pessoas, quatro bombeiros e dois civis, ficaram feridos sem gravidade durante o incêndio que lavra desde a tarde de terça-feira nos concelhos de Abrantes e do Sardoal, Santarém.

O comandante Jorge Costa, do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém, disse à agência Lusa que, durante a madrugada, já sem habitações em perigo, os meios se concentraram na área florestal, tendo alguns dos sectores cedido, mantendo-se contudo o fogo activo em outros sectores.

No terreno estão 690 operacionais e 217 viaturas, tendo sido accionados seis meios aéreos, com dois helicópteros a auxiliarem no combate logo pela manhã, estando os restantes, que incluem aviões pesados, a caminho.

Jorge Costa adiantou que dois dos bombeiros chegaram a ser transportados para uma unidade de saúde, não inspirando contudo cuidados, tendo os restantes feridos sido assistidos no local.
Também contactado pela Lusa, o comandante dos Bombeiros Voluntários de Abrantes, António Manuel de Jesus, afirmou que, debelada uma das frentes do fogo durante o início da madrugada, se mantêm três frentes activas, com menor intensidade, tendo a situação “melhorado bastante” nas últimas horas.

Durante a noite arderam duas habitações, uma em Carvalhal, no concelho de Abrantes, e outra em São Simão, no concelho de Sardoal, aldeia que foi evacuada, tendo os cerca de 50 habitantes pernoitado no quartel dos bombeiros, disse à Lusa o presidente do município, Miguel Borges.
Além destas habitações, o fogo, que se iniciou às 15h51 de terça-feira em Sentieiras, na freguesia de Fontes, no concelho de Abrantes, alastrando depois ao concelho vizinho do Sardoal, destruiu alguns barracões e arrumos.

Rádio Renascença

Seis feridos sem gravidade no fogo de Abrantes e Sardoal

Há registo de quatro frentes activas. Mais de 600 operacionais estão a ser apoiados por seis aviões.

Seis pessoas, quatro bombeiros e dois civis, ficaram feridos sem gravidade durante o incêndio que lavra desde a tarde de terça-feira nos concelhos de Abrantes e do Sardoal, Santarém.

O comandante Jorge Costa, do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém, disse à agência Lusa que, durante a madrugada, já sem habitações em perigo, os meios se concentraram na área florestal, tendo alguns dos sectores cedido, mantendo-se contudo o fogo activo em outros sectores.

No terreno estão 690 operacionais e 217 viaturas, tendo sido accionados seis meios aéreos, com dois helicópteros a auxiliarem no combate logo pela manhã, estando os restantes, que incluem aviões pesados, a caminho.

Jorge Costa adiantou que dois dos bombeiros chegaram a ser transportados para uma unidade de saúde, não inspirando contudo cuidados, tendo os restantes feridos sido assistidos no local.
Também contactado pela Lusa, o comandante dos Bombeiros Voluntários de Abrantes, António Manuel de Jesus, afirmou que, debelada uma das frentes do fogo durante o início da madrugada, se mantêm três frentes activas, com menor intensidade, tendo a situação “melhorado bastante” nas últimas horas.

Durante a noite arderam duas habitações, uma em Carvalhal, no concelho de Abrantes, e outra em São Simão, no concelho de Sardoal, aldeia que foi evacuada, tendo os cerca de 50 habitantes pernoitado no quartel dos bombeiros, disse à Lusa o presidente do município, Miguel Borges.
Além destas habitações, o fogo, que se iniciou às 15h51 de terça-feira em Sentieiras, na freguesia de Fontes, no concelho de Abrantes, alastrando depois ao concelho vizinho do Sardoal, destruiu alguns barracões e arrumos.

Rádio Renascença

quinta-feira, 18 de junho de 2015

3 mortos e 29 feridos em capotamento de autocarro

   Pelo menos três pessoas morreram esta quarta-feira à noite após despiste de um autocarro de turismo que levava 40 a 50 passageiros de nacionalidade holandesa, na Via do Infante (A22).

   Seguia a bordo do autocarro pelo menos uma criança. Segundo fonte oficial da GNR, às 00h45 "o número estimado de mortos pode chegar a sete". Pelo menos 29 pessoas ficaram feridas. O acidente ocorreu ao quilómetro 48, perto da saída da A22 para Albufeira, sentido Faro-Portimão.


   A viatura capotou e foi projetada de forma violenta para fora da autoestrada, caindo de um viaduto para uma via secundária. Segundo fonte dos Bombeiros de Albufeira, às 01h35 havia registo de 29 feridos, desconhecendo-se a sua gravidade.

   Nas chamadas feitas para o INEM, ouviram-se os gritos de aflição e desespero das primeiras pessoas que pediram socorro. No local estão 126 operacionais apoiados por 51 veículos. Foram também enviados para ajudar no socorro dois helicópteros do INEM.

   O autocarro tinha saído do aeroporto de Faro e seguia na direção de Portimão. Ao que o CM apurou, o motorista ter-se-á sentido mal. O alerta foi dado às 23h02 para os Bombeiros de Albufeira, que de imediato mobilizaram os meios. Até ao momento (01H35) foram destacados 126 operacionais e autoestrada está cortada nos dois sentidos. Foi montado um hospital de campanha.

CM / CMTV


elo menos três pessoas morreram esta quarta-feira à noite após despiste de um autocarro de turismo que levava 40 a 50 passageiros de nacionalidade holandesa, na Via do Infante (A22). Seguia a bordo do autocarro pelo menos uma criança. Segundo fonte oficial da GNR, às 00h45 "o número estimado de mortos pode chegar a sete". Pelo menos 29 pessoas ficaram feridas. O acidente ocorreu ao quilómetro 48, perto da saída da A22 para Albufeira, sentido Faro-Portimão. A viatura capotou e foi projetada de forma violenta para fora da autoestrada, caindo de um viaduto para uma via secundária. Segundo fonte dos Bombeiros de Albufeira, às 01h35 havia registo de 29 feridos, desconhecendo-se a sua gravidade. Nas chamadas feitas para o INEM, ouviram-se os gritos de aflição e desespero das primeiras pessoas que pediram socorro. No local estão 126 operacionais apoiados por 51 veículos. Foram também enviados para ajudar no socorro dois helicópteros do INEM. O autocarro tinha saído do aeroporto de Faro e seguia na direção de Portimão. Ao que o CM apurou, o motorista ter-se-á sentido mal. O alerta foi dado às 23h02 para os Bombeiros de Albufeira, que de imediato mobilizaram os meios. Até ao momento (01H35) foram destacados 126 operacionais e autoestrada está cortada nos dois sentidos. Foi montado um hospital de campanha.
Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/nacional/portugal/detalhe/varios_feridos_em_despiste_de_autocarro_na_via_do_infante.htmlmenos três pessoas morreram esta quarta-feira à noite após despiste de um autocarro de turismo que levava 40 a 50 passageiros de nacionalidade holandesa, na Via do Infante (A22). Seguia a bordo do autocarro pelo menos uma criança. Segundo fonte oficial da GNR, às 00h45 "o número estimado de mortos pode chegar a sete". Pelo menos 29 pessoas ficaram feridas. O acidente ocorreu ao quilómetro 48, perto da saída da A22 para Albufeira, sentido Faro-Portimão. A viatura capotou e foi projetada de forma violenta para fora da autoestrada, caindo de um viaduto para uma via secundária. Segundo fonte dos Bombeiros de Albufeira, às 01h35 havia registo de 29 feridos, desconhecendo-se a sua gravidade. Nas chamadas feitas para o INEM, ouviram-se os gritos de aflição e desespero das primeiras pessoas que pediram socorro. No local estão 126 operacionais apoiados por 51 veículos. Foram também enviados para ajudar no socorro dois helicópteros do INEM. O autocarro tinha saído do aeroporto de Faro e seguia na direção de Portimão. Ao que o CM apurou, o motorista ter-se-á sentido mal. O alerta foi dado às 23h02 para os Bombeiros de Albufeira, que de imediato mobilizaram os meios. Até ao momento (01H35) foram destacados 126 operacionais e autoestrada está cortada nos dois sentidos. Foi montado um hospital de campanha.

Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/nacional/portugal/detalhe/varios_feridos_em_despiste_de_autocarro_na_via_do_infante.html

Última Hora: Acidente com autocarro na Via do Infante com gravidade

  Neste momento registam-se 3 vitimas mortais e 29 feridos, 1 em estado muito grave.
  Sabe-se que era um autocarro de Turistas que se deslocava do Aeroporto de Faro para Albufeira e Armação de Pera, e que se despistou por uma ribanceira.
  O Inem fez deslocar todo o seu dispositivo, incluido um helicoptero que obrigou ao corte da Auto-Estrada.
(Em Atualização)


Fonte: CMTV

domingo, 27 de janeiro de 2013

Acidente com autocarro na Sertã (Fotos)





















Paulo Novais / LUSA

Autocarro despista-se na Sertã. Aumenta para 10 vítimas mortais

Um acidente, este domingo de manhã, com um autocarro fez, pelo menos, 34 feridos e dez mortos entre os passageiros.

A Renascença apurou que 11 feridos ligeiros foram transportados para o Hospital Distrital de Castelo Branco, segundo informação avançada pela Protecção Civil. Os feridos mais graves foram encaminhados para os Hospitais da Universidade de Coimbra e Hospital Pediátrico de Coimbra.

O veículo seguia pelo IC-8 quando se despistou caindo numa ravina, à saída para o Carvalhal, no concelho da Sertã. Era uma excursão que seguia de Portalegre para Santa Maria da Feira.

Segundo a Protecção Civil, no local estão 241 bombeiros dos distritos de Leiria, Castelo Branco e Santarém, a tentar desencarcerar os 44 passageiros do autocarro. Há ainda 87 viaturas de socorro, um veículo de comando e um helicóptero pesado, bem como um hospital de campanha montado para auxiliar as operações de salvamento.

O IC-8 está cortado nos dois sentidos.

A Renascença tem no local uma repórter e está em contacto com as autoridades responsáveis, de modo a actualizar a notícia da maneira mais rigorosa.


[Notícia actualizada às 10h54, com número de vítimas mortais e mais dados sobre o acidente]


In "Rádio Renascença"

9 mortos e mais de 34 feridos em acidente com veículo pesado na Sertã

O despiste de um autocarro de passageiros no IC8 perto da saída Carvalhal, no concelho da Sertã, distrito de Castelo Branco.
 
Até ao momento, há pelo menos 4 mortos e 44 feridos confirmados. Desconhece-se para já o estado de gravidade.

A Proteção Civil adianta que há pessoas ainda encarceradas dentro do autocarro que terá caído numa ravina. O acidente aconteceu por volta das 9 da manhã.

Para o local foram já mobilizados mais de 180 bombeiros e vários veículos de socorro. Estarão no local perto de 40 ambulâncias.

Equipas da SIC estão neste momento a digir-se para o local do acidente.

SIC

sábado, 19 de janeiro de 2013

Queda de árvores de grande porte provocam problemas nas linhas ferroviárias em todo o país

As linhas ferroviárias têm estado condicionadas em vários pontos do país principalmente devido à queda de árvores de grande porte, afetando a circulação dos comboios, situação que tem vindo a normalizar, disse hoje fonte da Refer.

Devido ao mau tempo registado desde a madrugada, árvores de grande porte cairam ou foram arrastadas pelo vento até às linhas do comboio, provocando condicionalismos à circulação em todo o país, disse hoje à agência Lusa a diretora de comunicação da Refer.

Muitas das situações verificadas já foram resolvidas, como aconteceu na linha do Algarve, acrescentou Susana Abrantes.

No início da tarde, na linha norte, havia condicionalismos entre Riachos e Entroncamento ou Caxarias e Albergaria, tal como na zona de Coimbra, na ligação da cidade à estação de Coimbra B.

As ligações entre Pampilhosa e Carregal do Sal, na linha da Beira Alta, e entre Espinho e Passos Brandão, na do Vouga, são outros locais afetados pelo mau tempo.

Na linha do Oeste, a Refer registou constrangimentos entre Caldas da Rainha e Amieira, e na Beira Baixa, entre Entroncamento e Santa Margarida.

Condicionalismos ocorriam igualmente na linha do Douro, entre Livração e Vila Meã.

LUSA / SIC

Rajadas de vendo na ordem dos 130 km/h na região de Lisboa


As últimas horas na capital registaram rajadas de vento na casa dos 130km por hora, das mais elevadas de que há registo. Não há vítimas, mas à proteção civil chegaram inúmeros pedidos de auxilio. A maior parte dos casos são queda de árvores e paineis.

SIC

Dois feridos em queda de telhado na Maia


Os bombeiros não têm tido mãos a medir para atender todos os pedidos feitos no grande Porto.
Nada de muito grave mas que exige intervenção imediata. Na Maia duas mulheres ficaram feridas com a queda de um telhado.

SIC

Ventos fortes têm provocado quedas de árvores e painéis em Coimbra

Em Coimbra o mau tempo tem provocado muitas quedas de árvores e de painéis publicitários. Desde ontem à noite foram também registadas pequenas inundações.

SIC

Mau tempo faz primeira vítima mortal

O vento forte arremessou o portão de casa. Idoso, de 85 anos, foi projectado para o chão e não resistiu a um traumatismo craniano
Um idoso, de 85 anos, morreu este sábado com um traumatismo craniano em Carreira do Mato, em Abrantes, após ter sido projectado para o chão pelo portão de casa, impelido pela força do vento.

Em declarações à agência Lusa, a responsável pela Protecção Civil de Abrantes e presidente da autarquia local, Maria do Céu Albuquerque, disse que o homem, de 85 anos, ainda foi alvo de tentativas de reanimação, sem sucesso.

"Ao ser projectado pelo portão de casa, impelido pela força do vento, o senhor, com 85 anos, caiu mal e bateu com a cabeça no chão não reagindo às tentativas de reanimação", disse aquela responsável.

O mau tempo tem provocado vários estragos em todo o país. Segundo a protecção civil já foram registadas mais de quatro mil ocorrências.

Em Santarém, registaram-se 386 ocorrências relacionadas com o mau tempo, a maioria das quais foram quedas de árvores. Também esta manhã, 40 pessoas que viviam num acampamento comunitário na cidade de Peniche foram realojadas na Casa Municipal da Juventude.

No Porto, há registo de 365 ocorrências relacionadas com o mau tempo. Entre as situações mais complicadas destaca-se duas árvores que caíram na linha do metro, em Gaia e perto do Hospital de São João, e que obrigaram ao corte da linha nesses locais.

Na Guarda, o vento forte derrubou 24 árvores em vários pontos do distrito e, no distrito de Leiria, o mau tempo deixou quartéis de bombeiros sem comunicações via rádio e vários concelhos sem electricidade.

A auto-estrada do Norte (A1), junto a Pombal, esteve encerrada durante a manhã, devido à queda de cabos eléctricos. A circulação foi entretanto retomada.

A energia eléctrica tem sido fortemente afectada em todo o país devido ao vento forte, sendo as zonas centro do país e o litoral as mais atingidas.

O Instituto do Mar e da Atmosfera estendeu o aviso vermelho até às 18h00 e alargou-o também ao distrito de Portalegre. São agora 16 os distritos com o aviso meteorológico mais grave.

In "Rádio Renascença"

Mau tempo faz cair cabos eléctricos e fecha A1

 A auto-estrada do Norte (A1) está cortada nos dois sentidos junto a Pombal, devido à queda de cabos eléctricos. No sentido norte-sul circula-se apenas pela berma da estrada.

No IP3, junto a Penacova, o trânsito também está cortado nos dois sentidos devido à queda de árvores. São efeitos do mau tempo que está a atingir sobretudo o norte e centro do país.

Esta manhã, um navio mercante encalhou no areal da praia de São Jacinto, em Aveiro. Os seis tripulantes tiveram de ser retirados por helicóptero e um foi transportado para o hospital. Também esta manhã, 40 pessoas que viviam num acampamento comunitário na cidade de Peniche foram realojadas na Casa Municipal da Juventude.

Desde a 8h00, a Protecção Civil “já registou quase quatro mil ocorrências”, segundo avançou à Renascença Miguel Cruz, pelo adjunto de operações nacional. Por seu lado, o Instituto do Mar e da Atmosfera estendeu o aviso vermelho até às 18h00 e alargou-o também ao distrito de Portalegre. São agora 16 os distritos com o aviso meteorológico mais grave.

No Porto, há registo de 365 ocorrências relacionadas com o mau tempo. Entre as situações mais complicadas destaca-se duas árvores que caíram na linha do metro, em Gaia e perto do Hospital de São João, e que obrigaram ao corte da linha nesses locais.

Na Guarda, o vento forte derrubou 24 árvores em vários pontos do distrito e, no distrito de Leiria, o mau tempo deixou quartéis de bombeiros sem comunicações via rádio e vários concelhos sem electricidade.

In "Rádio Renascença"

Meteorologia eleva para 15 os distritos sob aviso vermelho

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) elevou hoje para 15 os distritos em aviso vermelho devido à previsão de ventos fortes, tendo colocado Santarém também na escala mais grave dos avisos meteorológicos.

Tal como nos restantes 14 distritos, em Santarém o aviso entrou em vigor às 06:00 e vai manter-se até ao meio-dia. Segundo fonte do IPMA, os ventos podem ser na ordem dos 130/140 quilómetros/hora. Assim, os distritos afetados são Viana do Castelo, Braga, Vila Real, Bragança, Guarda, Viseu, Porto, Aveiro, Coimbra, Castelo Branco, Leiria, Santarém, Lisboa, Setúbal e Beja.

Depois do meio-dia, estes distritos ficam em aviso laranja. Portalegre e Faro estão hoje com aviso laranja e Évora com aviso amarelo, o segundo menos grave da escala. O IPMA prevê ainda períodos de chuva forte ou muito forte em todos os distritos de Portugal Continental, com exceção de Faro.

LUSA / SIC

Proteção Civil registou mais de 1.600 ocorrências relacionados com mau tempo até às 8h00



A Proteção Civil continua a registar cada vez mais ocorrências devido à chuva e ventos fortes. Os distritos mais afetados são os de Coimbra, Porto, Braga e Lisboa. Há registo de pequenas inundações e quedas de árvores.

SIC

Estradas da Serra da Estrela fechadas devido a intenso nevão

As estradas no maciço central da Serra da Estrela estão fechadas devido a um intenso nevão, disse à agência Lusa fonte do Centro de Limpeza de Neve nos Piornos.

A estrada que atravessa a montanha entre Piornos, Torre e Lagoa Comprida, está encerrada desde as 02:30 e às 08:00 foram encerradas também as ligações a Manteigas e Loriga. "Está a nevar muito e há muito vento", descreveu a mesma fonte. No Centro de Limpeza de Neve, nos Piornos, a temperatura ronda os zero graus.

SIC

Proteção Civil registou 1.636 ocorrências devido ao mau tempo



O mau tempo registado durante a madrugada e início da manhã de hoje nos distritos de Évora, Beja, Portalegre e Setúbal provocou cerca de duas centenas de quedas de árvores e pequenas inundações. No distrito de Vila Real registaram-se 30 ocorrências durante a noite, a maior parte delas relacionadas com quedas de árvores e pequenas inundações.

SIC

segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Feliz 2013 . . .

Mais um Ano que termina...

Milhares de Km's foram feitos, milhares de horas de sono perdidas, milhares de material desgastado, milhares e milhares de litros de água gastos, e muitos milhares de outros números, mas...

...Tudo isto são números insignificantes quando falamos de Vidas perdidas.

Não podemos deixar esquecidos os nossos Camaradas que perderam a vida em prol de um só lema, o nosso lema: "Vida por Vida"

Quero deixar uma palavra de prosperidade para o Ano de 2013 que se avizinha, para todos os Bombeiros, demais Voluntários e Profissionais desta tão grande Família.

Vamos continuar a lutar por esta causa, hoje e sempre...

"Bombeiros, Vida por Vida"

Feliz Ano de 2013...

BVOH

terça-feira, 2 de outubro de 2012

Homenagem a Bombeiros de Coja

SIC

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Falecimento do Bombeiro Pedro Brito - B.V. Coja

Remeto a todos os Camaradas dos Bombeiros Voluntários de Coja, Famíliares e Amigos, as mais sinceras Condolências por mais esta perda...Muita Força